quinta-feira, 12 de agosto de 2010

ANEMIA

Você já ouviu alguém falar que, quando uma pessoa tem saúde, tem tudo?
Pois, na verdade, tudo é uma coisa só

No entanto, é preciso olhar para a vida de uma forma completa. Porque devagar se vai aprendendo que há muito mais entre a doença e a saúde do que vislumbra nossa vã filosofia. “Numa visão integral, a saúde envolve estar bem físico e psiquicamente.
Bom! Vamos as dicas de Saúde: Falaremos hoje da ANEMIA
Acabe com ela de uma vez
Uma maneira bastante eficiente de evitar ou tratar o problema é incluir alimentos ricos em ferro na dieta diária. São eles: fígado, rim, coração, carnes vermelhas, de aves ou de peixes, ostras, mariscos, gema de ovo, frutas secas, melaço, pães de trigo integrais e enriquecidos, vinhos, cereais e feijão.
Nos casos em que a anemia está mais avançada ou quando é causada por outras doenças de base, que atrapalham a absorção de ferro, é comum que os médicos receitem um suplemento capaz de corrigir a deficiência.
A medida também é bastante utilizada no caso dos vegetarianos, que suprimem de seus cardápios a carne, uma das principais fontes do mineral.
No outro extremo estão os alimentos ricos em vitamina C, como as frutas cítricas e os vegetais escuros. Consumidos durante o almoço ou o jantar, ou logo depois deles, são capazes de potencializar o aproveitamento desse mineral tão importante para o funcionamento do nosso corpo.

"A vitamina C pode aumentar em até três vezes a absorção do ferro", indica Andrea Garcia. Encher o prato de verduras ou terminar suas refeições com uma boa salada de frutas é uma medida preventiva para evitar a deficiência do nutriente.


VAMOS COMER BEM  PARA SE RECUPERAR

Embora o acompanhamento médico seja indispensável no tratamento da anemia, a alimentação correta pode acelerar a melhora de quem já está sofrendo desse mal.
Optar por uma dieta que respeite as necessidades diárias de ferro certamente ajudará a diminuir mais rapidamente os sintomas desagradáveis que a doença causa. A nutricionista Luciana Coppini, consultora do Ganep - Grupo de Nutrição Humana, dá algumas dicas de como incrementar a dieta para tratar ou prevenir esse tipo de deficiência.

Café-da-manhã
* Prefira o pão de trigo integral ao convencional e coma de uma a duas fatias.
* Inclua cereais integrais na refeição matinal. A aveia e o farelo de trigo, por exemplo, podem ser consumidos combinados com uma fruta, de preferência cítrica, como o abacaxi, o kiwi e a goiaba. Use de 2 a 3 colheres (sopa) de cereais integrais nesta refeição.

Lanches da manhã e da tarde
* Frutas secas são ricas em ferro e uma excelente pedida para os intervalos entre as refeições principais. consuma dois ou três damascos ou figos secos a cada lanche ou, ainda, uma xícara (café) de uvas-passas brancas e pretas.

Almoço e Jantar
* É recomendado consumir carne vermelha todos os dias, nas duas refeições principais. Embora todos os tipos de carne contenham uma quantidade considerável de ferro, a vermelha é, de todas elas, a campeã nesse nutriente. Uma porção (bife com 100 g) no almoço e no jantar é suficiente.
* Inclua um prato de sobremesa de folhas verdes escuras, como espinafre e couve, nas duas refeições.

* Prefira sucos de frutas cítricas para acompanhar: de laranja, acerola, limão ou abacaxi.
* Consuma pelo menos 2 colheres (sopa) de feijão. O preto contém ainda mais ferro que o carioca.
* Substitua o arroz branco pelo integral. Além de mais saudável, ele tem uma porcentagem maior desse mineral na sua composição

Mais uma DICA:
Panela de ferro funciona?

Cozinhar nesse tipo de panela, costume das famílias de antigamente, pode ser uma maneira interessante de prevenir e evitar que se agravem os quadros de anemia.
A receita do tempo das nossas avós realmente funciona. "Para se ter uma ideia, a quantidade de ferro em 100 g de molho de tomate cozido em travessa de vidro é de 3 mg.
Porém, se o molho for feito na panela de ferro, o valor sobe para 87 mg", explica a nutricionista Andrea Garcia.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

QUINOA


PROPRIEDADES NUTRICIONAIS

A quinoa foi escolhida pela Nasa por ser uma ótima fonte de proteínas de

alto valor biológico e fornecer todos os aminoácidos essenciais necessários para a

formação de enzimas e de massa muscular e para todo o funcionamento orgânico.

Os aminoácidos essenciais não são produzidos pelo organismo humano e, por

isso, é preciso buscá-los na comida. As principais fontes são os alimentos de

origem animal. 'Como tem uma quantidade muito grande de proteínas e todos os

aminoácidos essenciais, além de ser rica em ferro e zinco, a quinoa é de especial

interesse para o vegetariano. Aquinoa ainda fornece magnésio, potássio,

manganês, vitaminas B1, B2, B3, D e E. Para completar, é um alimento rico em

fibras também bastante calórico 100 gramas correspondem a 450 calorias.

O amaranto possui grande potencial nutritivo. A semente possui cerca de

15% de proteínas, que tem uma qualidade biológica comparável à do leite e

superior a de outros vegetais, como a soja e o feijão. O amaranto também é rico

em fibras e pode ser utilizado como fonte de zinco, fósforo e cálcio, elemento

pouco encontrado em vegetais. Experiências realizadas com coelhos de

laboratório na FSP, que tiveram seu colesterol aumentado por uma dieta,

demonstraram a capacidade do amaranto em reduzir os níveis plasmáticos de

colesterol. O amaranto é um arbusto que pode atingir até 2 metros de altura, com

folhas grandes e panículas (tufos semelhantes às espigas) que concentram as

sementes. "As folhas podem ser cozidas como a couve". Para a produção de

farinha, é necessário extrair das sementes o óleo, que tem altos níveis de ácidos

graxos insaturados e também poderia ser usado na alimentação.

INDICAÇÕES:

Não há restrições para o consumo daquinoa e amaranto, mas o público-

alvo são os portadores de doença celíaca (intolerância a alimentos à base de trigo,

centeio, cevada e aveia), já que ela é totalmente isenta de glúten e ainda possui

outras características como proteína de qualidade, em quantidade superior à dos

cereais; amido com grânulos pequenos, que facilitam a produção de alimentos

congelados; fração de gorduras que auxiliam na redução do colesterol; vitaminas

(em especial a E) e minerais, como o cálcio, o magnésio, o manganês e o ferro em

quantidades que superam com vantagem os cereais. Assim, eles estarão

incorporando opções para diversificar os alimentos e aumentando as chances de

levar uma vida normal. Certamente, os que sofrem dessa enfermidade genética

passarão, ao longo do tempo, a perceber os demais benefícios de seu uso. Os

atletas devem ingeri-la antes e depois das provas, pois a quinoacontém ômega 3

e ômega 6, auxiliares no armazenamento de glicogênio nos músculos; as

crianças, como alternativa ao leite de vaca; e os idosos, porque se trata de um

alimento rico em lisina, aminoácido que ajuda a fortalecer a imunidade e amelhorar a memória.

 
Related Posts with Thumbnails