quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Diversos tipos de chás


Imagem:www.portalsaudevirtual.com.br
Chá de alcaçuz- O chá de Alcaçuz há 3000 anos trata das doenças dos chineses. O alcaçuz é uma planta cuja raiz adocicada permite um chá com ação diurética, laxante, expectorante e calmante. Funciona como antiinflamatório, acalma a dor e é um poderoso antialérgico.
Indicado como chá para :inflamações do ventre; inflamações de vias urinárias; antitussígeno; Calmante de dores e combate á cárie dentária.
Preparo e uso:Infusão da raiz do alcaçuz podendo ser tomado quente ou em doses diárias frias em dosagens normais.
Chá de Alecrim- O Alecrim é uma poderosa erva que mantém em sua constituição o poder de um chá fortíssimo hipertensor, anti-reumático, diurético etc., e ainda, quando feito um caldo forte de suas flores e folhas torna-se um excelente anti-séptico de pele e estimula o crescimento capilar.
Indicação: como chá - esgotamento cerebral;tênue depressão;distúrbios.intestinais ;dismenorréia; colecistite crônica e dores reumáticas. Como uso tópico: contusões; entorses; queda de cabelo, caspa.Preparo e uso :Como chá deve ser feito uma infusão de folhas e pouquíssimas flores (um chá bem fraco ) em doses altas o chá pode causar irritações gastrointestinais e nefrite.Para uso tópico deve-se fazer uma infusão forte de flores e folhas e utilizar esta no local desejado externo e observar se aparecer irritação no local suspender o uso.
Chá de Alfafa- A Alfafa é empregada na alimentação de cavalos puro sangue e no entanto, é um chá medicinal com uma excelente fonte de potássio, magnésio, cálcio e fósforo. É muito rica em nutriente e supre as necessidades vitamínicas, minerais e protéicas de fadigados em geral. A Alfafa age em anemias causadas por deficiência de ferro e seu uso auxilia no processo de coagulação sangüínea.É indicada para : Artrite, Reumatismo, Revigorante de fadiga, Cistites, Afecções nervosas, Falta de apetite e má digestão.Preparo e uso: As folhas da alfafa devem estar secas e preparadas específicamente para o uso como chá.Deve ser feita uma infusão moderada e tomar uma xícara diária, conforme a necessidade.
Chá de Arruda- O chá de Arruda é um tradicional calmante de nervos usado no Sul do Brasil. Principalmente para crianças e em doses absolutamente controladas pelo risco que envolve o uso da Arruda. Normalmente o uso do chá da Arruda é feito com poucas folhas e o emprego é parcimonioso. Seus efeitos são efetivos e comprovados. É altamente perigoso o uso em doses fortes e elevadas. Não é recomendado o uso em mulheres grávidas .Indicação : Dor de cabeça ; Vermífugo; combate o mau hálito; calmante poderoso; digestivo fortíssimo; anti-séptico de pele.Preparo e Uso: Infusão com as folhas mais tenras. Toma-se quente.
Chá de Camomila- É um chá extremamente delicado com aroma suave mas, possui muita eficácia como antiinflamatório e contra perturbações estomacais. A Camomila, nos dias atuais, é largamente industrializada e merece um lugar nos lares por seu amplo espectro medicinal. Indicação : Espasmos; cólicas menstruais; diarréia; febre; insônia, dor de barriga, Náuseas . Preparo e uso: Tomar após as refeições, principalmente após o jantar, o que garantirá uma noite tranqüila e bem dormida.
Chá de Cavalinha- A Cavalinha é uma erva que permite um chá medicinal bastante eficaz como diurético, antiinflamatório, adstringente genito-urinário e revitalizante. A Cavalinha atua sobre fibras elásticas das artérias auxiliando a diminuição do colesterol. Ela age de maneira específica na inflamação da próstata e é um ótimo auxiliar na cicatrização.Indicação : Arterosclerose ; Afecções de pulmões; Hemorragias renais; Inflamação e edema da próstata; Menstruação excessiva; Hipertensão. Preparo e uso :A infusão deve ser feita com as partes aéreas da cavalinha e ingerida fria em doses terapêuticas.
Chá de Catuaba- É um erva difundida muito no Centro e oeste Brasileiro e fornece um chá que permite uma gama muito grande de soluções. Sua infusão deve ser controlada em doses bem fracas por ser amarga e deve ser tomado em jejum num copo pequeno de água, uma vez ao dia num prazo máximo de quinze dias e recomeçar após o mesmo período de descanso.Indicação: Instabilidade emocional,Dificuldades de concentração, Moléstias estomacais, convalescenças e nervosismo.Preparo e uso : As doses devem ser fracas, ou seja, 3 pedacinhos de cascas limpas para meio litro de água, misturadas com chá Assam preto. Deve-se tomar de manhã uma xícara pequena. O uso excessivo pode produzir midríase.
Chá de Erva de Carpinteiro- Fazer um infusão com 20 gm. da planta (em um litro de água) e tomar depois de esfriar. Tomar durante dois dias e um ótimo remédio contra doenças nervosas e debilidade em geral.
Chá de Esporão de Galo- A raiz desta erva é excelente no combate do reumatismo,Inflamação de articulações e até de doenças venéreas,Faz-se um infusão com a raiz , com a casca e com as folhas tenras.Tomar uma medida três vezes ao dia.Não se deve utilizar os frutos que não são recomendados
Chá de Fáfia- A Fáfia é um produto que possui vasta e variadas funções medicinais. Seu chá é considerado como o “ginseng “ do Brasil.Suas propriedades farmacológicas são extensas mas as principais dizem respeito ao fortalecimento do coração, o aumento da taxa de hemoglobina, potencializador da ação cicatrizante e forte regeneradora celular.Indicação : Astenia, Diabetes, Anemia e Estresse, além de indicada no tratamento de problemas circulatórios.Preparo e uso : A raiz da Fáfia deve ser fervida e da sua infusão bebe-se uma xícara de manhã e outra a noite, antes de dormir. Não há efeito colateral a uso da Fáfia.
Chá de Malva- A Malva é um erva fácil de se achar e com ela se faz um chá medicinal muito conceituado desde os tempos medievais. Ela é usada contra dores, tosse e doenças da laringe (principalmente para os fumantes).Faz-se um infusão com as folhas e flores e toma-se como um chá morno.Recomenda-se o uso numa situação de crise.
Chá de Pirole- É um excelente diurético, muito eficaz e é usado desde a Idade Antiga na Europa. No interior do Brasil é conhecida como uva-ursina. Para uma infusão utiliza-se o caule e as folhas e pequena quantia.Faz-se um chá e toma-se frio três vezes ao dia. O efeito é comprovadamente rápido. Deve ser tomado antes das refeições uma xícara pequena.
Chá de Quiabo- É um apreciado alimento.As sementes do quiabo, no entanto, possuem propriedades medicinais fantásticas no combate de inflamações genéricas.No Oriente as sementes são torradas, moídas e após este processo, procede-se como se fosse pó de café, e toma-se como se fosse café.
Chá de Sapoti- A casca do sapotizeiro é utilizado como uma infusão bem leve para combater os estados febris e é um ótimo diurético.Com um pequeno pedaço da casca do sapotizeiro faça um chá e tome-o frio.Duas xícaras pequenas resolvem os problemas mais agudos.
Chá de Tília- O chá de Tília é conhecido há muito tempo, seu emprego é para o combate eficaz do artritismo e reumatismo. Neste caso faz-se uma infusão com as flores da planta.
A utilização da casca da Tília é um remédio fantástico para as vias biliares, para a cura de muito males da bexiga e também contra a gota
Chá Verde- Ou Green Tea também denominado Ban Chá, Chá Verde ou Chá Chinês é obtido a partir das folhas da Camellia sinensis, por um processo de secagem e aquecimento para remover a enzima que promove sua oxidação.Constituintes: Contém compostos polifenólicos que constituem 30 a 40 % do seu peso, que após o fracionamento obtém-se os compostos fenólicos do chá verde, as catequinas (epicatequina, epicatequina 3 galato, epigalocatequina e epigalocatequina 3 galato). Sendo a epigalocatequina galato (EGCG) a mais importante e abundante.Mecanismo de ação: Estudos indicam que seu potencial antioxidante está associado com a combinação de anéis aromáticos e grupos hidroxil resultando na neutralização de radicais livres. O potencial termogênico do chá verde indica uma ação sinérgica entre a cafeína e as catequinas o que estimula a termogênese.
Propriedade: Diminui o peso corporal, o apetite e o tecido adiposo intraperitoneal. Apresenta efeitos termogênicos, estimula a termogênese do tecido marrom, reduz o LDL colesterol, aumenta HDL colesterol. Diminui os níveis de leptina sérica. É um potente antioxidante. Inibe a formação de tromboxano e reduz a agregação plaquetária. Reduz a incidência de câncer. Bloqueia o ataque das bactérias associadas às cáries.
Protege contra infecções digestivas e respiratórias. Ajuda a diminuir a pressão arterial. Por supressão do metabolismo dos lipídios evita o acúmulo de gorduras e o aumento de peso.
A estimulação da termogênese que ocorre por interação entre o alto conteúdo de polifenóis (catequinas) e cafeína com a liberação simpática de noradrenalina que também contribuem para o controle da obesidade.
Indicações: Na diminuição do peso corporal ou para evitar seu aumento, no controle dos níveis séricos de lipídeos, na diminuição do apetite, na prevenção da doença cardiovascular, câncer, Infecções virais e bacterianas e cárie dental.
Posologia: A dose usual é de 300 a 400 mg de polifenóis equivalente a 600 a 800 mg do extrato padronizado a 50%.
Contra-Indicações: Hipersensibilidade ao Green Tea, gestantes e mulheres que amamentam.
Precauções: Usar com cautela em indivíduos com história de sangramentos ou desordens hemostáticas, gestantes e mulheres em fase de amamentação. Hipersensibilidade ao Green Tea.
Efeitos Colaterais/Reações Adversas: Pode causar insônia em alguns indivíduos, nervosismo, irregularidades no batimento cardíaco.
Interações medicamentosas: Pode intensificar o efeito de drogas que atuam na coagulação ou agregação plaquetária.
Segurança / Toxicidade: Não se observou toxicidade na dose recomendada. A superdosagem ocorre com doses administradas equivalentes a 300 mg de cafeína ou 5 xícaras de chá (bebida), suas manifestações são insônia, tremores, reflexos de excitabilidade exacerbados. Os primeiros sinais de intoxicação são vômitos e espasmos abdominais. Intoxicação letal não ocorre na administração da forma de chá.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

QUINOA


PROPRIEDADES NUTRICIONAIS

A quinoa foi escolhida pela Nasa por ser uma ótima fonte de proteínas de

alto valor biológico e fornecer todos os aminoácidos essenciais necessários para a

formação de enzimas e de massa muscular e para todo o funcionamento orgânico.

Os aminoácidos essenciais não são produzidos pelo organismo humano e, por

isso, é preciso buscá-los na comida. As principais fontes são os alimentos de

origem animal. 'Como tem uma quantidade muito grande de proteínas e todos os

aminoácidos essenciais, além de ser rica em ferro e zinco, a quinoa é de especial

interesse para o vegetariano. Aquinoa ainda fornece magnésio, potássio,

manganês, vitaminas B1, B2, B3, D e E. Para completar, é um alimento rico em

fibras também bastante calórico 100 gramas correspondem a 450 calorias.

O amaranto possui grande potencial nutritivo. A semente possui cerca de

15% de proteínas, que tem uma qualidade biológica comparável à do leite e

superior a de outros vegetais, como a soja e o feijão. O amaranto também é rico

em fibras e pode ser utilizado como fonte de zinco, fósforo e cálcio, elemento

pouco encontrado em vegetais. Experiências realizadas com coelhos de

laboratório na FSP, que tiveram seu colesterol aumentado por uma dieta,

demonstraram a capacidade do amaranto em reduzir os níveis plasmáticos de

colesterol. O amaranto é um arbusto que pode atingir até 2 metros de altura, com

folhas grandes e panículas (tufos semelhantes às espigas) que concentram as

sementes. "As folhas podem ser cozidas como a couve". Para a produção de

farinha, é necessário extrair das sementes o óleo, que tem altos níveis de ácidos

graxos insaturados e também poderia ser usado na alimentação.

INDICAÇÕES:

Não há restrições para o consumo daquinoa e amaranto, mas o público-

alvo são os portadores de doença celíaca (intolerância a alimentos à base de trigo,

centeio, cevada e aveia), já que ela é totalmente isenta de glúten e ainda possui

outras características como proteína de qualidade, em quantidade superior à dos

cereais; amido com grânulos pequenos, que facilitam a produção de alimentos

congelados; fração de gorduras que auxiliam na redução do colesterol; vitaminas

(em especial a E) e minerais, como o cálcio, o magnésio, o manganês e o ferro em

quantidades que superam com vantagem os cereais. Assim, eles estarão

incorporando opções para diversificar os alimentos e aumentando as chances de

levar uma vida normal. Certamente, os que sofrem dessa enfermidade genética

passarão, ao longo do tempo, a perceber os demais benefícios de seu uso. Os

atletas devem ingeri-la antes e depois das provas, pois a quinoacontém ômega 3

e ômega 6, auxiliares no armazenamento de glicogênio nos músculos; as

crianças, como alternativa ao leite de vaca; e os idosos, porque se trata de um

alimento rico em lisina, aminoácido que ajuda a fortalecer a imunidade e amelhorar a memória.

 
Related Posts with Thumbnails