terça-feira, 10 de setembro de 2013

L-TRIPTOFANO

Produto Importado
Preço já com Frete incluído no valor
$59.00 Dollar
( Enviamos para todo o Brasil. )
L-TRIPTOFANO
Suplemento alimentar
Depressão
Indicações:
O Triptofano é um aminoácido essencial usado como suplemento dietético e no tratamento do stress e
hiperatividade (em crianças) e também usado no tratamento da depressão e de distúrbios do sono (2). Em aplicações
farmacêuticas, o L-triptofano é usado como um ingrediente ativo em antidepressivos e hipnóticos. Na área de nutrição
clínica é um componente indispensável em infusões de aminoácidos e em dietas enterais e orais. É consumido em grandes
quantidades para o enriquecimento nutricional em alimentação animal, especialmente para frangos e criação de
porcos(4).

Propriedades:
Este aminoácido é prontamente absorvido do trato gastrintestinal. O triptofano é extensivamente ligado a
albumina sérica. É metabolizado a hidroxtriptofano para serotonina e outros metabolitos, incluindo derivados de
kinurenina, e excretado pela urina. A piridoxina e acido ascórbico parecem estar ligados neste metabolismo(1).
O triptofano é um precursor da serotonina. Devido a depleção de serotonina no SNC é considerado ser ligado a
depressão, sendo usado no tratamento da mesma. A piridoxina e acido ascórbico são considerados sendo envolvidos no
metabolismo do triptofano para serotonina e são algumas vezes dados concomitantemente. Uma dose 1g de triptofano 3
vezes diariamente, por mês, com a comida, pode ser adequada para depressão leve a moderada, aumentando para 2g 3
vezes ao dia se necessário. Em depressão severa, o triptofano pode ser associado a outros antidepressivos. Em pacientes
recebendo inibidores da monoaminooxidade (IMAO) a dose inicial de triptofano deve ser de 500mg diariamente por 1
semana, seguida de 1g diariamente por semana, antes das doses normais serem dadas. Em pacientes recebendo
fenotiazinicos ou benzodiazepínicos, ou logo após ter interrompido tratamento com fenotiazinicos, a dose inicial de
triptofano não deve exceder 1,5g diárias. É recomendado que o tratamento com triptofano seja revisado em intervalos de
3 meses(1).
Em 5 de 16 homens jovens saudáveis, o atraso no inicio do sono REM foi reduzido para menos de que 45 minutos
quando 5 a 10g de triptofano foi dado na hora de se recolher(1).
Aminoácido essencial, glicogênico e cetogênico. As necessidades diárias de um adulto do sexo masculino são de
3,5mg por Kg de peso corporal. Na rota do catabolismo do triptofano, é formada a 3-hidroxiquinurrenina a partir da
quinurrenina e subseqüentemente um grupo amino é quebrado na forma de alanina pela quinurreninase. Um outro
metabólito intermediário da reação catalisada pela quinurreninase é o ácido 3-hidroxiantranílico, que é decomposto em
ácido a-cetoadipínico e oxidado através de uma via similar a ß oxidação. Existe um outro caminho no qual o ácido 3-
hidroxiantranílico entra na síntese do ácido nicotínico através do ácido quinolínico. Além do mais, o triptofano é
convertido em serotonina através do 5-hidroxitriptofano e metabolizado em melatonina na epífise. No mais, muitas
substâncias ativas fisiologicamente de ocorrência natural, tais como o ácido indolacético, um tipo de fitohormônio, e a

estricnina, um tipo de alcalóide indolólico, são derivados do triptofano(4).
O triptofano é um aminoácido essencial utilizado pelo cérebro, juntamente com a vitamina B3, a niacina (ou niacinamida) e o magnésio, para produzir a serotonina, um neurotransmissor importante no processo bioquímicos do sono e do humor.

É importante ressaltar que, embora o triptofano eleve os níveis de serotonina seu consumo na forma de lactíneos, peixe, carne etc não faz efeito significativo sobre a produção de serotonina no Sistema Nervoso Central. Isso ocorre pois o triptofano não é o único aminoacido presente nesses alimentos, assim, há uma "competição" com outros aminoácidos na absorção. Desse modo a maior parte do triptofano presente nos alimentos não é utilizada.

Alimentos como a banana possuem serotonina, mas esta não tem a capacidade de atravessar a Barreira hematoencefálica, portanto não tem ação sobre o humor e a depressão.

(fonte: Young S.N - How to increase serotonin in the human brain without drugs - Journal of Psychiatry and Neuroscience)

Para comprar: tati@tatibijoux.com

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

QUINOA


PROPRIEDADES NUTRICIONAIS

A quinoa foi escolhida pela Nasa por ser uma ótima fonte de proteínas de

alto valor biológico e fornecer todos os aminoácidos essenciais necessários para a

formação de enzimas e de massa muscular e para todo o funcionamento orgânico.

Os aminoácidos essenciais não são produzidos pelo organismo humano e, por

isso, é preciso buscá-los na comida. As principais fontes são os alimentos de

origem animal. 'Como tem uma quantidade muito grande de proteínas e todos os

aminoácidos essenciais, além de ser rica em ferro e zinco, a quinoa é de especial

interesse para o vegetariano. Aquinoa ainda fornece magnésio, potássio,

manganês, vitaminas B1, B2, B3, D e E. Para completar, é um alimento rico em

fibras também bastante calórico 100 gramas correspondem a 450 calorias.

O amaranto possui grande potencial nutritivo. A semente possui cerca de

15% de proteínas, que tem uma qualidade biológica comparável à do leite e

superior a de outros vegetais, como a soja e o feijão. O amaranto também é rico

em fibras e pode ser utilizado como fonte de zinco, fósforo e cálcio, elemento

pouco encontrado em vegetais. Experiências realizadas com coelhos de

laboratório na FSP, que tiveram seu colesterol aumentado por uma dieta,

demonstraram a capacidade do amaranto em reduzir os níveis plasmáticos de

colesterol. O amaranto é um arbusto que pode atingir até 2 metros de altura, com

folhas grandes e panículas (tufos semelhantes às espigas) que concentram as

sementes. "As folhas podem ser cozidas como a couve". Para a produção de

farinha, é necessário extrair das sementes o óleo, que tem altos níveis de ácidos

graxos insaturados e também poderia ser usado na alimentação.

INDICAÇÕES:

Não há restrições para o consumo daquinoa e amaranto, mas o público-

alvo são os portadores de doença celíaca (intolerância a alimentos à base de trigo,

centeio, cevada e aveia), já que ela é totalmente isenta de glúten e ainda possui

outras características como proteína de qualidade, em quantidade superior à dos

cereais; amido com grânulos pequenos, que facilitam a produção de alimentos

congelados; fração de gorduras que auxiliam na redução do colesterol; vitaminas

(em especial a E) e minerais, como o cálcio, o magnésio, o manganês e o ferro em

quantidades que superam com vantagem os cereais. Assim, eles estarão

incorporando opções para diversificar os alimentos e aumentando as chances de

levar uma vida normal. Certamente, os que sofrem dessa enfermidade genética

passarão, ao longo do tempo, a perceber os demais benefícios de seu uso. Os

atletas devem ingeri-la antes e depois das provas, pois a quinoacontém ômega 3

e ômega 6, auxiliares no armazenamento de glicogênio nos músculos; as

crianças, como alternativa ao leite de vaca; e os idosos, porque se trata de um

alimento rico em lisina, aminoácido que ajuda a fortalecer a imunidade e amelhorar a memória.

 
Related Posts with Thumbnails